Scroll Top

Noticias

Cerro vence fora de casa e garante classificação para semi da Taça Farroupilha

Legenda: Com dois de Enzo (E), Cerro foi efetivo e venceu por 3×0. Foto: Genaro Caetano

Buscando confirmar sua vaga na próxima fase da Taça Farroupilha/Região Noroeste, o Cerro Largo Futsal/Lojas Becker jogou em São Luiz Gonzaga na noite de quinta-feira, 21/04, pela quinta rodada da competição. No segundo Clássico Missioneiro do ano, o Cerro não só venceu como convenceu, com vitória por 3×0, o que lhe garantiu nas eliminatórias da Taça.

Resta ainda uma rodada para o final da fase classificatória e o Cerro joga em Itaqui neste próximo sábado, dia 23/04, a partir das 20h. Com 10 pontos, o Cerro Largo tem o seu 2º lugar assegurado, atrás da Uruguaianense, que lidera o Grupo A com 13 pontos. Atrás e já sem chance de classificação vêm a AGSL, com 6, e a SER Itaqui, com 0.

Sobre a próxima fase, que será de semifinais, podemos esperar adversários igualmente qualificados. Atualmente, no Grupo B, temos uma boa disputa entre Horizontina (Série A), Santa Rosa e Giruá (ambos da Série B). Os cruzamentos para a semifinal terão os líderes de cada grupo enfrentando os vices do grupo oposto, ou seja, 1º A x 2º B e 1º B x 2º A.

Classificação atual da Taça Farroupilha/Região Noroeste (fonte: Liga Gaúcha)

Última rodada

Para o jogo em Itaqui o Cerro Largo Futsal/Lojas Becker não contará com o pivô Yago, que levou o terceiro amarelo em São Luiz. Quem também não joga, mas por motivos físicos, é o ala Deivid, que jogou apenas o primeiro tempo contra a AGSL e será poupado. Quem retorna de suspensão é o fixo Thauan.

O jogo

Em uma atmosfera contagiante, o ginásio da URI em São Luiz Gonzaga recebeu lotação máxima por parte da torcida local, com espaço reservado para alguns visitantes de Cerro Largo, apoiados pela torcida organizada Camisa 6, que antes do jogo já mostrou a que veio e cantou apoiando o time neste que prometia ser um jogo muito difícil. Sem poder contar com o fixo Thauan, suspenso, o técnico Adão Vilanova iniciou a partida com Jacky no gol e quarteto com Airton, Puia, Andrey e Silas.

Com um quarteto mais “cadenciador”, o Cerro começou fazendo um jogo mais estudado, mas na primeira escapada foi cirúrgico: pressionando o adversário na saída de bola, Puia, ganhou e avançou sozinho, ficando cara a cara com o goleiro Beccon. O próximo passo foi tirar a bola do alcance do goleiro e Puia fez isso com um chute preciso, na asa, abrindo o placar aos 3min05seg de jogo.

Por volta dos 5min de jogo o quarteto do Cerro mudou e entraram Deivid, Enzo, Peixoto e Yago. Com pressão pra cima do time da casa, Yago deu o passe na ala procurando Enzo, o adversário não cortou e Enzo emendou um chutaço da direita, aumentando a vantagem dos visitantes, com 6min de jogo! O resultado fez com que a AGSL buscasse trabalhar mais frequentemente com o goleiro Beccon adiantado nos minutos seguintes.

Muito bem na marcação, o Cerro Largo Futsal apresentava um grande desafio às pretensões de gol da AGSL. Já na segunda metade do primeiro tempo o pivô Diógenes entrou em quadra e quase marcou. No passe de Grillo, Dió, no pivô, fez a parede e tocou de letra para as redes, mas a bola passou raspando a trave. Com 3min para o final do primeiro tempo, chute do goleiro Beccon da ala direita e boa defesa de Jacky.

Restando 2min26seg para o final do primeiro tempo, Airton, próximo da linha de meta, lançou para Yago, dentro da área. O passe foi preciso e Yago, de costas para Beccon, girou e chutou para o gol. A bola foi pra fora, mas por detalhes o Cerro não chegou ao terceiro tento ainda na primeira metade do Clássico. No minuto final a AGSL ainda tentou algo diferente com o goleiro Carlos André, mas o primeiro tempo ficou mesmo no 2×0 para o Cerro.

Segundo tempo

Prevendo um jogo de intensidade o técnico Adão Vilanova iniciou o segundo tempo com Airton, Enzo, Peixoto e Yago. A AGSL seguiu com Carlos André, goleiro com forte característica de finalização. Em um lance de escanteio para o Cerro Largo por volta dos 2min saiu o terceiro gol. Airton recebeu e chutou de primeira, marcando um golaço, mas a arbitragem anulou alegando falta de ataque do Cerro dentro da área.

A pressão com Carlos André não surtiu efeito e o Cerro precisou de apenas um lance rápido para aí sim fazer o terceiro. Após finalização de Renan, Jacky defendeu e saiu com a bola até o meio da quadra. Ele tocou para Yago, que achou Enzo na ala inversa. Invadindo a área, Enzo chegou com tudo para primeiro dominar e depois chutar e marcar o seu segundo tento na partida, aos 4min43seg: Cerro 3×0!

Próximo dos 7min de jogo o goleiro Carlos André, que estava no meio da quadra com a bola, sentiu algo e caiu, acusando uma lesão. Como a arbitragem na paralisou o jogo, João pegou a bola e partiu para o ataque, com o gol vazio, mas, nesse momento, ocorreu invasão de quadra de alguns jogadores da AGSL, que exigiam a paralisação da partida. Um princípio de tumulto se desenhou, mas foi rapidamente contornado, com uma expulsão do lado do banco da AGSL. Carlos André foi levado para fora da quadra e Beccon voltou ao gol.

Com o jogo adentrando na segunda metade do segundo tempo, a pressão da AGSL aumentou e o Cerro Largo seguiu adotando uma boa postura defensiva. Concretizando uma atuação impecável, o Cerro segurou o time da AGSL e garantiu o ótimo resultado fora de casa, comemorando com sua torcida ao final do jogo.

Genaro Caetano – Assessoria Cerro Largo Futsal/Lojas Becker

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: